Programa Espaço da Criança

Tem como objetivo promover a convivência e o fortalecimento de vínculos familiares e comunitários às crianças de 6 a 11 anos que vivem em situação de vulnerabilidade e risco social. Nossas ações são desenvolvidas de acordo com a Tipificação dos Serviços Socioassistenciais, descritos na Resolução nº 109, do CNAS – Conselho Nacional de Assistência Social, de 11 de novembro de 2009.

Além de seguirmos as diretrizes do SUAS e PNAS zelamos pelo Estatuto da Criança e do Adolescente – ECA (Lei nº 8.069) que prevê proteção integral às crianças e adolescentes, estabelecendo direitos e deveres do Estado e dos cidadãos responsáveis por eles. Olhamos de forma mais atenta aos direitos à alimentação, cultura, dignidade, respeito, esporte, lazer e à convivência familiar e comunitária.

Ligados a esse programa desenvolvemos os seguintes serviços e projetos:

Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos

Um projeto que começou em 2021, decorrente da pandemia Covid 19, em parceria com a Secretaria Municipal de Cultura de Uberlândia, e foi um convite para crianças e adolescentes entre 6 e 16 anos que estão sofrendo diretamente os impactos da pandemia nas suas rotinas ao serem distanciados de seus familiares, amigos e de seus espaços de convivência e aprendizado.

O projeto propôs oferecer oficinas formativas de danças urbanas e música, com foco em teoria e ritmos através da gravação e disponibilização de vídeos em plataformas online gratuitas (youtube e instagram). Na Ação Moradia, a democratização do acesso à cultura é instrumento fundamental de empoderamento social, considerando a atuação em contextos de vulnerabilidade.

Desenvolvido em parceria com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, Trabalho e Habitação (SEDESTH) da cidade de Uberlândia – MG, tem como foco a constituição de espaço de convivência, formação para a participação e cidadania, desenvolvimentos do protagonismo e da autonomia das crianças, a partir dos interesses e potencialidades dessa faixa etária. 

As ações de intervenção são pautadas em experiências lúdicas, culturais e esportivas como forma de expressão, interação, aprendizagem, sociabilidade e proteção social, propiciando assim o desenvolvimento de sociabilidades e prevenindo situações de risco social.

Objetivos Específicos

  • Complementar as ações da família e comunidade na proteção e desenvolvimento da criança e no fortalecimento dos vínculos familiares e sociais;
  • Assegurar espaços de referência para o convívio grupal, comunitário e social e o desenvolvimento de relações de afetividade, solidariedade e respeito mútuo;
  •  Possibilitar a ampliação do universo informacional, artístico e cultural das crianças, bem como estimular o desenvolvimento de potencialidades, habilidades, talentos e propiciar sua formação cidadã;
  • Contribuir para a inserção, reinserção e permanência da criança no sistema educacional.

Projeto de Música

Denominado “Música e Cidadania pela Paz Social” iniciou em 2008 em parceria com músicos da Banda do 17º Batalhão da Polícia Militar de Minas Gerais, que voluntariamente ministravam oficinas de diversos instrumentos musicais, em especial metais, para aproximadamente 200 crianças de 6 a 15 anos. 

Um projeto de grande repercussão e relevância já que oferta, oportunidades e vem sendo um meio importante de prevenção à criminalidade. Garantindo por meio da música elementos que agregam positivamente a vida de tantas crianças e adolescentes e promove o direito à cultura e os incentiva a assumir um papel de agente transformador da sua realidade. O público alvo é o da assistência social e, por isso, assumimos um papel de agentes transformadores da realidade e oferecemos um processo de formação cultural, dando a crianças e adolescentes uma prospecção de um futuro melhor. 

Como grande resultado do trabalho desenvolvido nas oficinas foi criada a Banda Música em Ação. que hoje possui reconhecimento do público, além de apresentar impactos diretos como: aumento da autoestima, autoconfiança, estímulo da criação de sonhos, percepção da capacidade realização, melhoria na relação com os pais, melhoria em concentração, dedicação e empenho o que reverbera positivamente e de forma vigorosa no desenvolvimento escolar dos participantes..

A Banda também ocupa um espaço de valorização da música, e maior ocupação em espaços na mídia para iniciativas artísticas e sociais.

Projeto Ação em Casa

Um projeto que começou em 2021, decorrente da pandemia Covid 19, em parceria com a Secretaria Municipal de Cultura de Uberlândia, e foi um convite para crianças e adolescentes entre 6 e 16 anos que estão sofrendo diretamente os impactos da pandemia nas suas rotinas ao serem distanciados de seus familiares, amigos e de seus espaços de convivência e aprendizado.

O projeto propôs oferecer oficinas formativas de danças urbanas e música, com foco em teoria e ritmos através da gravação e disponibilização de vídeos em plataformas online gratuitas (youtube e instagram). Na Ação Moradia, a democratização do acesso à cultura é instrumento fundamental de empoderamento social, considerando a atuação em contextos de vulnerabilidade.